Entenda por que as paradas preventivas são importantes

Entenda por que as paradas preventivas são importantes

Toda máquina precisa passar por revisões de vez em quando, não é mesmo? Mas é muito comum que os gestores esperem os aparelhos darem algum defeito para, só então, fazer uma avaliação. Com isso, acabam tendo uma série de prejuízos.

Nesse sentido, em vez de apenas remediar problemas, você pode desenvolver uma forma mais cuidadosa de realizar o seu trabalho. É justamente para isso que existem as paradas preventivas.

Nelas, você desliga o maquinário para fazer uma revisão completa, mas de forma planejada, periódica e controlada, de maneira que a sua produção não seja prejudicada.

Então, quer saber como? Neste post explicamos tudo, e listamos vários motivos pelos quais é tão importante fazer paradas preventivas na empresa! Continue com a gente e entenda mais sobre o assunto:

Prevenção de problemas

Uma máquina que apresenta algum defeito pode trazer vários prejuízos ao processo a que está inserida — travando a produção ou gerando artigos danificados, por exemplo — até que alguém perceba o erro.

Agora, se você realiza paradas preventivas, essas dificuldades são evitadas. Afinal, nelas é desempenhada uma série de procedimentos para avaliar se o equipamento está funcionando bem, podendo corrigir falhas e problemas em potencial.

De imediato, a produção será reduzida, mas de uma forma planejada e controlada, o que garante que os processos não serão abalados de forma significativa. Basta que, antes de começar as revisões, você faça planos bem elaborados para evitar que a confecção de produtos seja prejudicada.

Além disso, com as paradas preventivas a sua empresa tem vários benefícios a longo prazo, como a melhora do desempenho nas atividades e mais controle sobre o processo de produção.

Redução de custos

Fazer uma parada preventiva é muito mais econômico do que realizar uma manutenção corretiva. Em outras palavras, ela te garante a possibilidade de reduzir custos.

Quando o maquinário estraga, é necessário realizar os reparos — o que exige, por exemplo, comprar peças com urgência. E, ao fazer uma compra não planejada, não há chance de fazer pesquisas ou negociar preços melhores.

Afinal, como é preciso conseguir uma solução rápida para a questão, você tem que aceitar uma série de condições adversas. Além disso, pode ser necessário adquirir um novo equipamento, o que encarece ainda mais essa situação.

Em condições mais favoráveis, seria possível comprar um volume maior de produtos por um preço mais em conta. Mas, nesse contexto, você terá que adquirir o que precisa com rapidez, de forma não planejada e em quantidades bem menores. Enfim, o pior cenário possível.

Já com as paradas preventivas, você faz avaliações periódicas dos seus dispositivos tecnológicos, evitando que os problemas aconteçam. Assim, ainda que a máquina fique sem produzir durante o processo, é possível minimizar as chances de dificuldades e custos extras no seu orçamento.

Otimização do uso do equipamento

Pense em uma produção em que o maquinário está há anos sem passar por uma inspeção. Os recursos tecnológicos podem consumir muita energia, materiais podem estar se acumulando e, aos poucos, os equipamentos podem ter uma queda significativa de desempenho.

Ao fazer paradas preventivas, você pode avaliar os seus aparelhos de forma segura, identificando o seu consumo energético e fazendo consertos menores para evitar gastos desnecessários com eletricidade.

Além disso, você verifica o funcionamento dos dispositivos para identificar processos que não estão bem ajustados ou que estão gerando prejuízos. Com isso, é possível ter um uso otimizado dos recursos na empresa, de forma que o seu potencial seja aproveitado ao máximo.

Prolongamento da vida útil do equipamento

De fato, o uso inadequado de um aparelho pode fazer com que ele tenha menor durabilidade. Erros de manipulação, manutenções escassas e poucas avaliações acabam levando as máquinas a se danificarem facilmente.

O dispositivo tecnológico pode estar operando em sobrecarga, sendo submetido a condições problemáticas ou sendo desligado bruscamente, por exemplo. Adversidades como essas levam a danos irreversíveis, e à necessidade de trocas em um período muito menor.

Bom, como dissemos, as paradas preventivas permitem que você identifique problemas no manejo dos aparelhos de uma forma precoce. Isso garante a realização de medidas corretivas e a tomada das precauções certas, permitindo um manejo melhor do maquinário e prolongando a sua vida útil.

Aumento do controle sobre o empreendimento

Uma série de variáveis pode interferir na produtividade da sua empresa. Logo, a melhor estratégia é assumir o controle do máximo de fatores possível.

Quando as máquinas não passam por revisão, sua corporação está entregue aos processos que ocorrem com seus equipamentos. Basicamente, o que decide qual vai ser o seu gasto será o aparelho funcionando.

Isso acaba reduzindo drasticamente o seu controle sobre o empreendimento, de forma que você fique sempre sujeito a vários prejuízos e imprevisto. Por outro lado, se você faz paradas preventivas, tem a possibilidade de monitorar e avaliar como está o consumo energético e a produtividade de cada dispositivo.

Sem contar o poder de identificar erros e taxas de consumo exageradas, o que, como já vimos, te permite corrigir os problemas com antecedência. E todos esses fatores, somados, garantem um melhor controle da produção.

Enfim, as paradas preventivas são esses momentos em que os equipamentos são desligados para passarem por revisão e manutenção. E, como vimos, essa medida é fundamental para o empreendimento. Afinal, uma máquina se deteriora com o tempo, e é preciso sempre fazer-lhe ajustes para que ela continue funcionando bem.

Além disso, o processo contribui para aumentar a produtividade e identificar erros nos dispositivos.

Será possível verificar taxas de consumo elevadas de energia e a redução da velocidade na produção, o que contribui para evitar problemas na empresa e poupar recursos — além de minimizar a chance de ter que parar todos os processos para fazer um conserto emergencial.

Trata-se, por fim, de uma atividade bastante econômica. Todas as suas vantagens levam, de uma forma ou de outra, à otimização da produção e redução do orçamento a longo prazo.

E então, gostou de saber por que as paradas preventivas são tão importantes? Tem experiências para compartilhar, ou sobrou alguma dúvida sobre o assunto? Aproveite agora e deixe-nos o seu comentário!

Comentários

comentários

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *